quinta-feira, 28 de outubro de 2010

A saga do homo-babaca

"Quando um homem caminha pelo mundo em busca do sentido da vida
E tudo que encontra são becos sem saída
Será que ele está perdido ou é apenas um homo babaca?

Quando um homem, no vale da morte escuta um aviso
Mas não olha para trás porque acha que passou o perigo
Será que ele é forte ou é apenas um homo babaca?

Quando um homem descola uma mulher e na hora de levá-la pra cama
Saca que se deu bem só pela fama.
Será que ele é tudo isso ou é mesmo um homo babaca?

E se ele na hora do conflito diz que não tem nada a ver com isso
Caga montes para quem sempre esteve ao seu lado
Será que ele não está errado e é mesmo um homo bagaca?

E quando ele decide se arrepender mas duvida do seu próprio poder
E se agora num mar de angústia cada vez mais irado e encurralado
Será que ele precisa de ajuda ou devemos deixá-lo morrer?

Essa é a saga do homo babaca
Espécie em extinção?

Que nada, tá crescendo mais que praga."

Dinho Ouro Preto

Leia Mais…

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Poema de E. E. Cummings



Eu gosto do seu corpo,
Eu gosto do que ele faz,
Eu gosto de como ele faz.

Eu gosto de sentir as formas do seu corpo
Dos seus ossos...

E de sentir o tremor firme e doce
De quando lhe beijo.

E volto a beijar
E volto a beijar
E volto a beijar

Leia Mais…

terça-feira, 26 de outubro de 2010

"Ele me pediu em namoro e agora ?"




Se ele te pediu em namoro é porque está realmente afim de você.
Tudo o que você tem que dizer é ... "Eu não estou afim de você cara!"

Jura que você me fez essa pergunta?
Óbviamente você NÃO tem certeza do que sente, muito menos do que quer!
Defina melhor os teus objetivos e seja feliz colega.

Um lance é um lance, mas se continuar após esse pedido vai (mesmo sem querer) mágoar o pobre coitado dando-lhe esperanças de que você também nutri um sentimento por ele quando na verdade você está apenas alimentando sua própria vaidade.

Isso significa que você:

(A) Quer um otário pra bancar!

(B) Acha legal a frase que diz "enquanto não encontro a pessoa certa me divirto com a pessoa errada".

(C) Não se importa com os sentimentos alheio.

(D) Todas as opções acima.

Cai-a na real e seja melhor do que isso!

Se não tem certeza do que quer, seja honesta consigo mesma.
Ele NÃO É a tampa da sua panela.

Leia Mais…

segunda-feira, 4 de outubro de 2010



Aprenda a gostar de você, a cuidar de você e, principalmente, a gostar de quem também gosta de você. A idade vai chegando e, com o passar do tempo, nossas prioridades na vida vão mudando – a vida profissional, a monografia de final de curso, as contas a pagar.

Mas uma coisa parece estar sempre presente:
A busca pela felicidade com o amor da sua vida.

Desde pequenas ficamos nos perguntando “quando será que vai chegar? E a cada nova paquera, vez ou outra nos pegamos na dúvida “será que é ele (a)”? Como diz o meu pai: “nessa idade tudo é definitivo”, pelo menos a gente achava que era. Cada namorado era o novo homem da sua vida. Faziam planos, escolhiam o nome dos filhos, o lugar da lua de mel e, de repente PLAFT! Como num passe de mágica ele desaparecia, fazendo criar mais expectativas a respeito “do próximo”.

Você percebe que cair na guerra quando se termina um namoro é muito natural, mas que já não dura mais de três meses.

Agora, você procura melhor e começa a ser mais seletiva. Procura um cara formado, trabalhador, bem resolvido, inteligente, com aquele papo que a deixa sentada no bar o resto da noite. Você procura por alguém que cuide de você quando está doente, que não reclame em trocar aquele churrasco dos amigos pelo aniversário da sua avó, que jogue “imagem e ação” e se divirta como uma criança, que sorria de felicidade quando te olha, mesmo quando está de short camiseta e chinelo.

A liberdade, ficar sem compromisso, sair sem dar satisfação já não tem o mesmo valor que tinha antes. A gente inventa um monte de desculpas esfarrapadas, mas continuamos com a procura incessante por uma pessoa legal, que nos complete e vice-versa. Enquanto tivermos maquiagem e perfume, vamos a luta e haja dinheiro para manter a presença em todos os eventos da cidade: churrasco, festinhas, boates na quinta-feira. Sem falar na diversidade que vai do Forró ao Beatles.

Mas o melhor dessa parte é se divertir com as amigas, rir até doer a barriga, fazer aqueles passinhos bregas de antigamente e curtir o som. Olhar para o teto, cantar bem alto aquela música que você adora.

Com o tempo, você vai percebendo que para ser feliz com uma outra pessoa, você precisa, em primeiro lugar, não precisar dela. Percebe também que aquele cara que você gosta (ou acha que gosta), e que não quer nada com você, definitivamente não é o homem da sua vida. Você aprende a gostar de você, a cuidar de você e, principalmente, a gostar de quem também gosta de você. O segredo é não correr atrás das borboletas e sim cuidar do jardim para que elas venham até você.

No final das contas, você vai achar não quem você estava procurando, mas quem estava procurando por você!!!!

Leia Mais…

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

FUCK YOU



Sem dúvida está é a maior novidade na web.
Postada oficialmente pelo Youtube no ultimo dia 19 este som vêm tomando cada vez mais espaço e até o momento deste post haviam cerca de 3068270 views.

Dedico a todos os caras que se não passarm por isso ainda vão passar.

FUCK YOU!

Acompanhe a letra em :http://perraps.wordpress.com/2010/08/21/traducao-fuck-you-de-cee-lo-green/

Download (Site Oficial) : http://www.ceelogreen.com/us-store?loc=

Leia Mais…

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Eu transei com um Babaca!




Ele parecia o cara dos meus sonhos. Foi assim por muito tempo.
Nos mulheres temos a tendência de romantizar os cafajestes e vesti-los da maneira como bem entendemos.

Pois bem, montamos um personagem criamos o palco perfeito e... no dia da estréia o príncipe chega atrasado e bêbado. Derruba o cenário, conversa com os próprios pés, arrota, xinga a plateia e ri...

Era pra ser uma noite de comemoração. Um chopp e nada mais.

Uma conversa e outra e ele enfim (sem muito sacrifício) me convenceu a passar a noite em sua casa. Eramos pegada antiga, íamos apenas assistir um filme entre outras coisas implícitas.

No meio do caminho uma voz fritava em minha cabeça “Você ainda pode mudar de idéia”, mas não! Eu fui firme e forte. No fundo eu sabia que aquilo era sinônimo de arrependimento (sempre é) mesmo assim segui em frente.

Ao chegar, o de quase sempre, subimos tiramos as roupas de cima pegamos o filme e deitamos para assistir.

O filme não chamava tanto a nossa atenção então partimos logo para o segundo ato. A coisa foi mais rápida do que eu esperava. Talvez eu tivesse fantasiado tanto que não deixei a coisa acontecer naturalmente. Ok. Eu tive culpa sim! Errei, fui chata talvez.

Mas me redimi, e na tentativa de recuperar o tempo perdido tirei a roupa novamente e enquanto ele dormia beijei-lhe as costas vagarosamente do pescoço ate as coxas. Apertei-o com força, mordisquei suas curvas ate que o ritual funcionasse. E funcionou... Mas ele não estava afim.

Ok! Não é motivo de crise certo? Eu entendo os motivos, talvez durante o banho quem sabe uma nova tentativa?

Para minha surpresa a proposta era “Você vai depois de mim”.

Tudo bem, ainda não era motivo de pânico, ao menos sozinha eu poderia refrescar os pensamentos. E foi o que fiz. Tomei meu banho calmamente pensando em uma abordagem menos agressiva e excitante.

Sai do banho sorrindo peguei a toalha para me secar, a mesma que ele havia usado a pouco e ao enxugar o rosto deparo com uma mancha de batom rosa pink. Era uma mancha recente e a menos que ele seja um travesti enrustido, sim: Eu havia acabado de secar o rosto com o toalha onde alguma vagabunda também secará tuas partes íntimas.

Poderia haver no mundo uma situação mais constrangedora que essa ???

Eu queria fingir que nada acontecia, mas não seria eu se o fizesse.
E depois de ter sido chamada de chata, e perceber que eu também faço o tipo de garota que eles “comem” depois sentem vontade de chutar pra debaixo da cama, não faria diferença nenhuma mostrar que percebi e que estava tremendamente irritada. Ao menos minha alma estaria L-A-V-A-D-A!

Questionei claro que questionei, mas o inútil não se deu o trabalho de responder apenas fingiu que não ouviu e continuou seus afazeres como qualquer outro cafajeste ordinário f@$%¨&* faria...

O que eu fiz ? Bom... eu joguei ele na cama com força pois agora ele não teria como negar meu pedido, vesti minha melhor cara de ordinária e deslizei meu corpo ainda molhado sobre o dele.

O sexo nunca tinha sido tão bom quanto naquela noite!

Então eu decidi que a partir daquele dia nunca mais repetiria com ele por que se é pra transar com um babaca, eu prefiro diversificar, afinal figurinha repetida não completa álbum.

#fikaDica

Leia Mais…

domingo, 18 de julho de 2010

ah o amor!

Leia Mais…